sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Divagando


"Mãe, eu já sei com quem você pode casar!!! Com o Troy!!! Ah, não... ele é muito novo pra você..."
(Helena, me ignorando completamente)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Certezas

"Estou ciente de minha vulnerabilidade. Emocional e física. E isso é bem mais do que um bom homem pode suportar. O que eu não tenho certeza é se sou realmente um bom homem. E isso derruba uma porrada de meias certezas na minha vida".

mais aqui

O dom da ironia


E na hora da janta, com o pratinho na frente dela:
- Mãe, lembra que você me deixou comer macarrão com as mãos no meu aniversário?
- Sim, mas hoje não é seu aniversário!
- Eu sei! Eu só estava CO-MEN-TAN-DO (meio brava e pegando o garfo...)

Fazendo pose no Escambo



quarta-feira, 25 de agosto de 2010

No caminho, há uma estrada

Eu levo muito tempo de casa até o trabalho, então tive que aprender a reconhecer os obstáculos. Sei quando lá na frente há uma pista que se abre e os carros se atropelam para fazer parte do caminho, sem pedir licença. Eu mudo a direção. Eu acelero e reduzo quando há buracos. Quase que automaticamente. Para atravessar tudo isso é preciso uma trilha sonora condizente com o clima e o astral do dia. Silêncio também é barulho. A música -ou a falta dela- me ajuda quando preciso alterar a rota, ir mais devagar ou ligar a seta. A trilha conduz. Eu queria que minha vida fosse assim. Não gosto quando há gente lenta demais na minha frente, mas ultrapasso com carinho, pedindo licença. Tampouco sossego quando alguém acelera atrás de mim, com uma luz alta que cega. Ultrapasse pela esquerda, por favor, sem fazer alarde. Os imprevistos, atravesso com cuidado, que é pra não danificar o motor ou a lataria, embora saiba que o desgaste é natural. Afinal, a estrada deixa marcas e eu levo muito tempo pensando no caminho.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Uma revolta

"Quando o amor é grande demais torna-se inútil: já não é mais aplicável, e nem a pessoa amada tem a capacidade de receber tanto. Fico perplexa como uma criança ao notar que mesmo no amor tem-se que ter bom senso e medida. Ah, a vida dos sentimentos é extremamente burguesa."

Clarice Lispector

domingo, 22 de agosto de 2010

Melinda e Melinda


Agora no GNT. Tinha esquecido como é bom!

Origem



Fui ver A Origem e saí do cinema com a sensação de que as coisas estavam desmoronando atrás de mim. Será que estou no sonho errado?

Desejo

Cada edição do Escambo Fashion é ainda mais bacana do que foi a anterior. No começo, as pessoas eram muito tímidas para esse tipo de ação e as trocas rolavam mais entre as panelinhas. Mas com o tempo as meninas foram tomando gosto pela coisa e descobriram o quanto é legal trocar uma peça que está guardada há séculos no guarda-roupa por outra que amou, vai ser única original e fresquinha. E o que é melhor: sem precisar desembolsar um tostão. No processo, a pergunta é quase sempre a mesma "É lindoooo! Por quê você está trocando???" As respostas são as mais variadas - Porque ficou curto, eu engordei, enjooei, lembra meu ex-namorado (a), enfim... eu não me canso de escutar as justificativas e de perceber o valor embutido em cada peça. Ontem por exemplo, eu troquei uma blusa que eu gostava muito, mas nunca consegui usar porque eu achava que me fazia parecer um elefante, por um arco de cabelo. O arco é lindo, com uma flor de couro preta e delicada. O valor de cada uma? Para mim, a explicação da Dani Brito é a melhor: as coisas valem o seu desejo por elas.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Escambo!!


Na edição passada do Escambo Fashion, a Ale, dona do café, resolveu inovar e chamou uma banda pra tocar na calçada. Resultado: foi todo mundo pra rua. Até a Lisa Simpson, com sua poderosa máquina de costura ficou na calçada, ao lado das araras de roupas, customizando peças para quem queria. Agora resolvemos repetir a dose em duas etapas. Primeiro tem Wilma Ribeiro e depois a banda Subburbia vai tocar também. Trocar as peças que estão perdidas no nosso guarda-roupa, sem gastar nadinha já é uma coisa boa, imagina fazer isso ao som de música boa da melhor qualidade, um café gostoso e uma empanada quentinha? Tudo isso vai acontecer no sábado, na sétima edição do Escambo Fashion. Não esqueça de levar os cabines e já pra rua! O Hacienda Café fica na Prudente de Moraes, quase esquina com a Carlos de Carvalho e o escambo acontece a partir das 15 horas.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Imagem & ação


"Mãe, eu prefiro o sal da menininha, porq não dá olheiras!"

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Dicionário


"Mãe, ausente é um tipo de azeite?", a menina pergunta. Acho graça e rio sozinha porque tem lá sua lógica. Ela nem dá bola e continua a caçar palavras no Dicionário Infantil. Há algum tempo, exausta com suas perguntas infinitas, disse pra ela que existia um livro que dava muitas respostas. Fomos até a livraria e pedi todas as versões de dicionários infantis .Ela escolheu uma edição ilustrada da Saraiva muito bacana e desde então anda com o livro pra cima e pra baixo e é o seu preferido pra hora de dormir. Eu também queria um livro que tivesse todas as respostas.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Glossário

"Inferno Astral é o período de 30 dias que antecede a data de seu aniversário. Nessa época, a cada ano, você fica mais sensível e precisa se dar a si mesmo(a) mais atenção. Durante essa fase, recomenda-se fazer um balanço de sua vida e quando se deparar com problemas, esforce-se por resolvê-los. "

(Tô me esforçando...)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

sábado, 7 de agosto de 2010

Pisando em ovos


Eu não sei se eu sonhei, alguém me contou ou se li em algum lugar. O fato é que há um tempão ando querendo testar um ingrediente extra na omelete: creme de leite. Hoje fiz assim: bati dois ovos, sal a gosto, pimenta do reino ralada na hora, abobrinha ralada, cenoura ralada, queijo parmesão ralado. Bati bem os ovos e acrescentei um pouco de creme de leite. O equivalente a uma colher bem cheia. Medo. Coloquei na panquequeira já quente e com um pouquinho de manteiga. Deixei tostar de um ladinho e apenas dobrei. Ele fica molinho por dentro e bem, bem macio. Acho que por causa do creme de leite, não sei... Servir em um prato com folhinhas verdes frescas (eu não tinha, mas imaginei), tomatinhos cerejas e riscos de azeite de oliva extra-virgem. Uma delícia para salvar a noite de sábado da pizza.

Lógica

Empenhada em observar e entender a lógica dos castigos e naquela fase que não quer tomar banho quando eu mando e nem tampouco sair do chuveiro quando eu mando, Helena veio com essa:
- Mãe, por que eu não posso ir à livraria hoje?
- Porq vc fez manha lá da última vez que fomos e agora está de castigo.
- Por que eu fiquei sem ir na casa da Marina?
- Porq vc fez manhá lá uma vez, lembra? Depois pôde voltar, quando prometeu não fazer mais.
- E se eu fizer manha no shopping?
- Fica sem ir ao shopping, ué!
- E se eu fizer manha na praça?
- Não pode mais ir à pracinha, oras!
- E se eu fizer manha no banho???? (com os olhinhos brilhando achando que ia escapar...)

Curtas


É da mesma leva que "Paris, eu te amo", mas eu nem tinha ouvido falar (é que tenho escutado muito pouco nos últimos... humm... meses). Nem todas as histórias são interessantes, mas para quem tem se emocionado até com "Ou eu o cachorro" da GNT vale. A surpresa (pra mim) foi ver Scarlett Johansson e Natalie Portman como diretoras...

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

solidão

A solidão assopra quando...
... o chuveiro queima às 6 da manhã e vc não tem pra quem pedir a toalha e nem pra quem praguejar;
...quando vc cozinha magnificamente e desenha pratos engraçadinhos;
...quando vc não cozinha;
...quando vc pensa em desistir;
...quando vc pensa em seguir em frente;
...quanto tudo que vc quer é ver o o último episódio da temporada de Brothers & sisters e nada, nada é mais importante;
...quando vc só quer dormir com os 4 cobertores que tem na casa;
ou quando a insônia te obriga a deixar a tv, o computador e as luzes acesas. E a conta aumenta.
...só.
... a solidão sopra uma brisa fresquinha, mas nem sempre é ruim.
às vezes refresca.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

domingo, 1 de agosto de 2010

Meu malvado favorito


A primeira coisa que pensei quando o filme acabou foi: quando será que lançam o DVD? Quero ver de novo, de novo e de novo. Ter o álbum de figurinhas e a trilha sonora (que, aliás, é mais uma das coisas boas do filme). Corre lá.

Bananas!

Se eu soubesse que faria tanto sucesso teria tentando antes! É uma receita muuito simples (Helena fez praticamente sozinha) e virou o novo hit das sobremesas caseiras daqui de casa. E pra completar é muito saudável. Combinação melhor, impossível. Olha só como é fácil:

Ingredientes: uma dúzia de bananas cortadas em rodelas, 6 colheres de sopa de farinha integral, 6 colheres de sopa de açúcar mascavo e uma colher de sopa de fermento em pó misturadinhos em um recipiente, dois ovos batidos em um copo de leite, canela em pó e duas colheres de manteiga.

Modo de preparo: Espalhe metade das bananas em um refratário untado, coloque uma colher de manteiga derretida por cima, a canela e metade da mistura de farinha e açúcar. Repita a operação. Por fim, despeje o copo de leite batido com os ovos. Leve ao forno por uma meia hora ou até dourar e criar casquinha em cima. Eu finalizei com uns pauzinhos de canela e servi quentinha com umas gotinhas de leite condensado pra enfeitar o prato. Não sobrou muita coisa pra contar história...