segunda-feira, 28 de junho de 2010

domingo, 27 de junho de 2010

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Helena, sua covinha e uma amiguinha


É ou não é a menina que sorri com os olhos?

domingo, 20 de junho de 2010

Não tenha medo

Na hora em que a menina pediu, com a carinha de quem sabe sorrir com os olhos, o pior CD do mundo, eu deixei. Mas fui logo avisando: "eu não preciso ouvir no carro, né?". Precisava. Tudo bem, quando eu era criança, minhas irmãs deram um jeito de quebrar o CD do Biafra e nem pensar que algum refrão gritado pelos Menudos podia tocar na vitrola disputada lá de casa. Com um discurso politicamente correto ("afinal, não precisamos gostar das mesmas coisas, sabe filhinha"...) fomos ouvindo aquele coisa chicletenta e ela feliz, cantando junto. No sinaleiro, distraída, eu cantarolei uma parte do troço. Pude ver pelo retrovisor os olhos dela sorrindo enquanto dizia: "Mãe, tudo bem. Não precisa ter medo de me contar que gostou."

Escambei!

Sim, mais uma vez o escambo foi ótimo. Faltou a Ana, Claro, mas logo a gente faz outro. Fotos não tenho porque minha máquina continua estragada, mas as meninas fizeram imagens super bacanas. Depois eu posto. Domingo de preguiça.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Escambo fashion

Escambo, o desapego fashion

Não precisa de convite formal tampouco de ingresso. Basta selecionar roupas e acessórios que estão abandonados no armário, enfiar em uma sacola e aparecer. Este é um jeito esperto de conseguir peças de vestuário diferentes sem colocar a mão no bolso.

Amanhã (sábado, 19 de junho) , a partir das 15 horas, no Hacienda Café, acontece a sexta edição do Escambo Fashion. Quem é que não tem aquela roupa que está larga demais ou justa demais; aquela peça que esta fora de moda (na sua cabeça) ou simplesmente que você não agüenta mais ver? O sistema do escambo é simples. A partir do contato visual com a roupa usada do vizinho, você oferece algo em troca e, se ele concordar, está feito o “negócio”.

Posso testemunhar que o sentimento de entrar com uma sacola cheia de bugigangas que não se usa mais e sair com ela repleta de novidades – pelo menos para você – é ótima. Mas como é que a gente escolhe os artigos para “escambar”? Vale todo o tipo de roupa, desde que esteja em bom estado – nada de muitas bolinhas, esgarçados e rasgados...

Mas, se a roupa que você amou não está do seu número, a estilista Lisa Simpson estará no local para fazer ajustes para quem precisar. A organização pede que os participantes levem cabides para que as roupas sejam expostas nas araras.

O que: Escambo Fashion
Quando: sábado, 19 de junho, a partir das 15 horas
Onde: Hacienda Café, Al. Prudente de Moraes, 1.283

quinta-feira, 17 de junho de 2010

domingo, 13 de junho de 2010

domingo, 6 de junho de 2010

A princesa e a ervilha


Tem umas comidinhas que invento na hora aqui em casa e que chamo de "melhor que miojo", pela praticidade e rapidez. Ontem foi assim: refoguei meia cebola picada grosseiramente na manteiga, piquei 4 batatas aleatoriamente, cobri com água e despejei um pouco menos que meio pacote de ervilhas (como essas aí em cima) congeladas (que tenho para emergências). Tampei e deixei até as batatas estarem mais que macias. Sal a gosto. Bati no liquidificador e tcham ram. Para menina está pronto. Para você, basta incrementar com uma mix de pimentas ralado na hora sobre o creme e uns pedacinhos de queijo de cabra (se houver). Demora um pouco mais que três minutos. Mas é muito melhor que miojo.

sábado, 5 de junho de 2010

Feliz dia!


Eu não sabia que era "Dia do Meio Ambiente" até Helena acordar sorrindo e desejando "feliz dia do meio ambiente"!. Ok, feliz. Vamos pegar o carro e dar uma volta? Nãaaao. Não podia ser tão simples. Engajada, a menina não me deixou nem acender as luzes para economizar e -claro- se quiséssemos sair tinha que ser caminhando. Saímos cedo, super agasalhadas para curtir o friozinho do ambiente, descemos caminhando até o Largo e pegamos o ônibus de turismo, sensação curitibana. Nada mais ambiental. Ela escolheu a parada: Jardim Botânico. Fazia muito tempo que não íamos lá. Acho que ela tinha meses...Andamos pelo labirinto, fomos na "estrufa", conhecemos o Jardim das Sensações, um jardim muito legal que você pode tocar e sentir as plantas, andamos tanto, tanto. Pegamos o ônibus de volta, descemos no Palácio da Liberdade (porque ela achou o nome bonito, mas ficou indignada por não ter exposições). Paramos no Largo de novo, na locadora e finalmente casa. Chegando aqui, ela gritava de felicidade (e eu só queria uma poltrona fofinha) comemorando aos quatro ventos: "Conseguimos viver um dia sem carro!". Até eu comemorei. E não é que Dia do Meio Ambiente é legal? Feliz dia para todos.

Perguntas tortas

ok, pode ser ana carolismo demais, breguinha demais e provavelmente estarei enjoada demais depois da décima sexta vez que ouvir. Mas não deixa de ser fofo...

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Diálogo

Eu - E se tivesse uma "virada cultural" em Curitiba?

Arad - Seria algo como "Vira para o lado e disfarça".

Atropelo


Hoje um pombo atropelou meu carro. Ponto.